5 indícios de que o ar-condicionado precisa de manutenção

O ar-condicionado é muito mais usado em períodos quentes como o verão. Mas é importante fazer a manutenção do sistema regularmente, não apenas nessa época. Vale lembrar que o ar-condicionado tem um mecanismo separado do motor e requer atenção e manutenção preventiva a cada ano ou em intervalos de 20 mil quilômetros rodados.

Veja alguns indicativos de que o sistema de ar-condicionado precisa de reparo:

1. Odores vindos do sistema de ventilação

Estes odores podem ser de fungos presentes nas mangueiras, sujeira e até mesmo insetos e matéria orgânica podem causar cheiro incômodo.

2. O ar-condicionado fica “fraco”

Isso pode significar falta de gás refrigerante no sistema. “É importante lembrar que o gás não se perde, a não ser por algum vazamento, que precisa ser verificado bem como ressecamento de vedações ou de mangueiras que devem ser substituídas em uma manutenção”, explica Matteo Petriccione Júnior, da oficina A.M.Marcelo.

3. Funcionamento irregular

Esse problema pode ter origem elétrica. “Quando o ar parece ter perdido a força pode ser sinal de algum desgaste no sistema composto por termostato e outros itens que devem ser verificados”, completa.

4. Ruídos, barulhos contínuos e estalos

Podem ter origem mecânica como ventoinha, atrito da tubulação ou falha no compressor. A forma de fazer a manutenção correta é lubrificando o sistema de maneira preventiva.

5. Problemas respiratórios na família

Doenças como rinite, sinusite ou bronco rinossinusite, especialmente de quem esteve no veículo e compartilhou o mesmo espaço, são indícios de que é hora de checar o ar-condicionado. A falta de manutenção no sistema leva a proliferação de fungos e bactérias que podem prejudicar a saúde.

“Importante lembrar que uma boa manutenção envolve a checagem do sistema, do nível de gás, da vedação, e de uma verificação atenta nos dutos que são veículo de fungos e bactérias caso não receba o cuidado adequado”, completa o especialista.

Outra dica fundamental é de utilizar o ar-condicionado com parcimônia, mas com frequência. Em dias quentes, é importante abrir as janelas com o ar ligado antes de fechar completamente, usar o modo de recirculação apenas nos primeiros minutos e fazer a troca do filtro de pólen (ou de cabine) uma vez por ano. “É um custo baixo mas acredite que a maioria dos proprietários de veículos não verifica o filtro que é a primeira barreira contra fungos, bactérias, fuligem entre outros.”, conclui.